19 March 2007

HAI KAI XII


Borboletas vão
Sob o frio da tarde
aladas flores.

Saramar

5 comments:

Anonymous said...

Beleza tão simples, nas imagens, palavras, sentir...


http://maocrua.blogspot.com

Egon said...

Pensei em roubar essa imagem.
Desculpe, foi só um pensamento apenas.
bjs.

Bill said...

Aladas vida... Sempre e sempre a voar...

Beijo e otima semana

:*

Esyath said...

Saramar,


todo tipo de veia poética é instrutiva e pode alimentar nossas almas. Mas quando falamos com simplicidade sob a beleza da vida, creio que nada mais importa... Pelo menos naquelas curtas linhas, esquecemos nossas dores, deixamos por algums minutos, fora de nossos corações nossos problemas, e pensando em como as borboletas são livres para irem atrás de sua liberdade e de sua felicidade, tentamos caminhar dentro de nós mesmos em busca de algo semelhante. Mas quando acreditamos de verdade que isso é possível, então sinto, que a felicidade realmente se torna mais próxima e tangível.

Belo HAIKAI.

Quem tem talento, não mente ou copia, apenas cria!
Como você!!!!

Beijos (Des)conexos!;)

diovvani mendonça said...

E você, borboleTrando. AbraçoDAsMOntanhas.