21 November 2007

DOS DIAS SEM COR


é cinza a lágrima,

o canto, o dia.

é chuva, é via

de líquido caminhar.

quisera chuva amarela,

outono para sempre

e a beleza do vento.

quisera andar

envolta em tintas e brisa.

quisera ser aquarela,

somente cinza sou.

Saramar

07 November 2007

MUDEZ


Prendo as palavras,

em vão.

dos meus olhos,

precipita-se o verso.
Saramar

Imagem: Bernardo Cau