29 April 2007

SEDA


Era um fio,
uma angústia.
amarrou-me
em volteios
de apaixonado.


Fio sem nó.

Enquanto eu,
bicho de seda
só.
Saramar

8 comments:

celina said...

Perfeita é você, moça, enovelada em tantos fios de brilhante seda.

Vera said...

Linda metáfora... Bicho de seda ou nós, seres humanos?

*♥*´¯`*Beijinhos*´¯`*♥*

PELADUZ said...
This comment has been removed by the author.
PELADUZ said...

Fechada em casulos, teço minha vida, minha sorte, meu norte, da maneira que mais me apraz...
Doce ilusão, a vida já nos vem tecida, em teias cinzas, tons de escarlarte.
É olhar o sol se pôr.

Esyath said...

Saramar,

eu acho que deve ser assim que descrevemos o que a paixão...
O amor, se achega quando menos se espera...
E depois de nos amarrar, as vezes, parece nos abandonar em nossos anseios e sonhos!

Bjs (Des)conexos!;)

sonhadora said...

Pode o sonho ser imaginário ou utópico mas acreditemos nas utopias da nossa imaginação.

Beijinhos embrulhados em abraços

Lusófona said...

Oi Saramar!!

Linda cor, linda imagem e
linda mensagem :)

Beijinhos

Elio Avelino said...

Engendras tão bem os fios da palavra, teces lindamente sedas de sentidos... quem não ousaria abrigar-se dessa linguagem?