13 June 2007

PERMANÊNCIA


Respiração a dois,
em dois,
dois em um.
Mãos abrindo
comportas.
Sal, língua e mar.
Maré, maçã rubra.
Na boca, veneno.
Vórtice,
seus mares,
veneno
na boca.
Saramar

Imagem: Théberge

3 comments:

Dalila said...

Gostei,

beijo

Esyath said...

Saramar,

minha avó falava que o verdadeiro veneno da vida está na humanidade.
E convenhamos, existe algo mais prazeroso do que provarmos do veneno alheio, quando se unem ao nosso através da paixão?
A questão é não permitir que isso ultrapasse ao relação mano-a-mano, e passe para outras pessoas... - rs.

Belo post!

Bjs (Des)conexos!;)

Bosco Sobreira said...

A concisão a serviço da perfeição poética.
Um beijo, minha querida poeta.