31 August 2007

TANGO (outro)


Em San Telmo, amor,
deixei escrito
na parede de florzinha inglesa:
vem ser meu sonho,
me deixa morder seu peito,
vamos inventar um tango
e lhe deixo enredar meus pés,
dobrar-me as costas
e, em seu leito,
domar meu corpo.
Vem.
Saramar

Imagem: tango retrô

4 comments:

Adroaldo Bauer said...

Bonito teu canto, amiga. Gostei de vê-la inteira e ler teus muitos bons poemas.
Beijo,

Tina said...

Oi Saramar!

Querida: eu não ERA fã de tango, mas depois dessas palavras, sou!

Lindo e sensual,apaixonado como sempre.

beijo grande e bom domingo.

Osc@r Luiz said...

Tango é uma das mais belas formas de expressão da sensualidade. E essa sensualidade pode e deve ser exercida em público. Belíssimo!
Meu avô adorava tangos. Saíamos para passear, primeiro no seu Simca Chambord e depois no seu Landau, e ele sempre colocava fitas-cassete com tangos de Carlos Gardel entre outros. Uma bela lembrança que estava guardada. Em stand by. Obrigado.
Beijo!

Erika said...

Tango.. estive lá, in loco... até dancei, acredite...

Maravilindo!

Beijos